Cláudio Castro anuncia teste em massa no RJ e descarta bloqueio: ‘Não fecharemos nada’ | Rio de Janeiro

O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, anunciou nesta terça-feira (24) que o estado vai criar métodos de teste em massa para combater o número crescente de mortes e casos de Covid-19. Por enquanto, Castro também descartou a implementação de um “bloqueio” – fechamento de estabelecimentos – no estado e disse que vai intensificar a inspeção.

“Não vamos fechar nada por enquanto. Nossa ação é sensibilizar. Fizemos um pacto para aumentarmos as regras de higiene e termos maior capacidade de atendimento ”, disse o governador em entrevista coletiva no Palácio Guanabara, em Laranjeiras, Zona Sul carioca.

O anúncio do governador em exercício ocorre no momento em que RJ se cadastra um aumento no número de mortes e casos de Covid no estado. A média móvel de óbitos, nesta terça-feira, apresentou um Alteração de 216% em comparação com as duas semanas anteriores. É o 8º dia consecutivo.

A média móvel de os casos também estão em alta, com variação de 44%.

Na entrevista coletiva, Castro afirmou ainda que vai anunciar, ainda esta semana, quais serão as locais que receberão postagens para diagnóstico precoce da doença, com PCR e exames de imagem. As medidas terão validade de 15 dias, segundo o governador.

Apesar do anúncio, o chefe do Executivo estadual descartou que o Rio de Janeiro vive uma segunda onda e prometeu que as fiscalizações contra quem descumprir as medidas sanitárias serão mais rígidas.

Após encontro com setores do comércio e outros serviços na terça-feira, Castro garantiu que haverá, segundo ele, o encerramento das atividades.

“Não podemos ser irresponsáveis ​​de chamar o Rio de vítima de uma segunda onda. Também tivemos eleições municipais, que podem ter sido preponderantes para o aumento dos números”, ponderou.

No anúncio de hoje, haverá três, principalmente, medidas governamentais:

  • Aumente a fiscalização com a ajuda das prefeituras
  • Teste rápido
  • Diagnóstico precoce: postagens serão anunciadas na quinta-feira

Nesta terça-feira, Castro se reunirá com prefeitos da Região Metropolitana para discutir como melhorar a fiscalização de loteamentos, potenciais vetores da Covid.

“A minha proposta, neste encontro com os autarcas, é ‘azeitar’ esta questão da fiscalização. Temos a certeza de que aumentando a fiscalização, aumentando o número de vagas e com a ajuda de quem está aqui, os números vão diminuir um muitos.”

Castro também anunciou que a Secretaria de Saúde já planeja iniciar o plano estadual de imunização com a chegada da vacina.

“O estado vai comprar o que for necessário para não ter que comprar depois, em caso de emergência, ou acima do preço”, detalhou o governador.

O secretário estadual de Saúde, Carlos Alberto Chaves, acrescentou que a testagem em massa deve começar no hospital modular de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

“Vai ser exame e raio-x, e internação se tiver alguma patologia. (…) A previsão é que comece em 48 horas”, explicou Chaves.

Além do hospital modular de Nova Iguaçu, Chaves disse que outras unidades – sem dizer quais – também poderiam ser utilizadas para a realização dos exames. O secretário disse ainda que o estado “encontrou” 214 leitos que não estavam a ser utilizados.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

N1 Sergipe