Covas e Boulos disputam 2ª rodada em São Paulo | São paulo

O segundo turno das eleições para prefeito de São Paulo será disputado entre os candidatos Bruno Covas (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL). Segundo a Justiça Eleitoral, com 99,67% dos votos apurados neste domingo (15), Covas teve 32,85% (1.747.938 votos válidos) e Boulos, 20,24% (1.077.168 votos válidos).

Até o dia da eleição, a composição do segundo turno ainda era incerta devido à acirrada disputa entre os quatro primeiros nas pesquisas eleitorais.

As primeiras pesquisas apontavam para Celso Russomanno (republicano) na liderança nas intenções de voto, mas o candidato caiu nas semanas seguintes, como já havia ocorrido quando se candidatou às eleições de 2016 e 2012.

Na reta final, Covas assumiu a liderança e Guilherme Boulos (PSOL) e Márcio França (PSB) empataram tecnicamente com Russomanno na segunda colocação. Neste domingo, porém, Russomanno terminou a disputa na quarta colocação com 10,5% dos votos válidos, atrás da França, com 13,65%.

O resultado do pleito paulista ficou estagnado em 0,39% das urnas apuradas por falha nos processadores de informática do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o que fez com que a totalização dos votos fosse lenta e, consequentemente, o resultado fosse liberado.

Bruno Covas (PSDB) e Guilherme Boulos (Psol) disputam segundo turno em São Paulo

Bruno Covas é santista, tem 40 anos e é neto do ex-governador de São Paulo Mário Covas. É formado em direito pela USP e em economia pela PUC. Foi eleito vice-presidente de João Doria (PSDB) em 2016. Assumiu a Prefeitura de São Paulo em 2018, após o tucano deixar o cargo para disputar o governo do estado. Antes disso, foi deputado federal (2014 a 2016), secretário de Meio Ambiente da gestão da Alckmin (2011 a 2014) e deputado estadual (2006 a 2011).

READ  Faça uma viagem na Trilha Inca com o programa virtual da biblioteca de St. Charles

Entre suas principais propostas na tentativa de ganhar a reeleição na Prefeitura estão zerar a linha de creches, criar novas unidades de saúde (UPAs e UBSs), criar o maior programa de habitação popular da cidade, criar sistema de transporte público por barcos e avançar com o plano de privatizações.

O vice na chapa do Covas é o vereador Ricardo Nunes (MDB).

Guilherme Boulos é paulistano e tem 38 anos. É coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores em Situação de Rua (MTST) e integrante da direção do movimento “Frente Povo Sem Medo”. Filósofo, professor, ativista e psicanalista, formou-se em filosofia pela USP e se especializou em psicologia clínica pela PUC. Ele também é mestre em psiquiatria pela USP. Em 2018, concorreu a Presidente da República pelo PSOL e obteve 617 mil votos, ou 0,58% do total válido.

Entre suas principais propostas para o Município de São Paulo estão a criação de um programa de distribuição de renda para pessoas vulneráveis, a abertura de concurso para médicos, a construção de novas moradias públicas e o uso social de imóveis abandonados e a regularização de camelôs.

A deputada da chapa de Boulos é a deputada federal e ex-prefeita de São Paulo Luiza Erundina (PSOL).

Veja os resultados das eleições (100% dos votos válidos contados)

READ  Vacina contra Covid-19: entender se quem já teve a doença deve ser imunizado | Vacina

VÍDEOS: Veja mais sobre o primeiro turno das eleições

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

N1 Sergipe