Em leilão leve e sem concorrência, Oi vende operação móvel para rivais

RIO – O projeto da supertele carioca terminou de vez na tarde desta segunda-feira. Em leilão virtual, organizado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que durou pouco mais de 30 minutos, a Oi vendeu seu aparelho de telefonia móvel para as rivais TIM, Claro e Vivo por R $ 16,563 bilhões.

Luta: Teles ameaça ir a tribunal se governo proibir Huawei de 5G

Com isso, os 33,7 milhões de clientes móveis da Oi mudarão de mãos em um processo que já está sendo organizado por concorrentes. A ideia é que esse processo seja concluído entre o final de 2021 e o início de 2022, segundo fontes.

No leilão virtual, Justiça acabou não recebendo outra proposta. Havia a expectativa de que o Highline, da American Digital Colony, participasse do evento. Com isso, o desembargador Fernando Viana, do 7º Tribunal de Justiça Empresarial, deu parecer favorável à proposta feita pela Claro, TIM e Telefônica.

Você viu aquilo?Oi encolhe e abre espaço para o avanço das teles regionais

O Ministério Público também deu parecer favorável ao negócio, destacando que a concretização da operação está vinculada à aprovação do Cade, que regula a concorrência no Brasil, e à anuência da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

READ  Senado aprova versão final do projeto de lei da nova lei geral de licitações

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

N1 Sergipe