INSS: valor máximo previsto chegar a R $ 6.433,57 em 2021

Neste ano, os benefícios pagos pelo INSS com valores acima do salário mínimo serão reajustados em 5,45%, acompanhando o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) acumulado em 2020.

Publicado nesta terça-feira (12) pelo IBGE, o índice mede a inflação para as famílias com renda entre um e cinco salários mínimos, sendo referência para atualização dos benefícios pagos pelo INSS.

Com o novo reajuste de 5,45%, o teto dos benefícios previdenciários passa de R $ 6.101,06 para R $ 6.433,57.

Os beneficiários que passaram a receber benefícios a partir de fevereiro do ano passado terão o reajuste equivalente à inflação acumulada ao longo dos meses em que receberam a receita do INSS em 2020.

Além disso, os benefícios pagos no início deste ano estão relacionados à competência dezembro de 2020 e, por isso, ainda não serão reajustados. Os beneficiários que recebem o piso somente receberam o valor corrigido a partir de 25 de janeiro. Já para os segurados com renda acima do piso, os pagamentos com reajuste iniciarão no dia 1º de fevereiro.

A Secretaria Especial de Previdência Social e Trabalho informou que pretende publicar nesta quarta-feira (13) portaria com as taxas de reajuste dos benefícios do INSS com base no novo INPC de 2020, de acordo com o disposto no artigo 41-A da Lei 8.213.

Além disso, a portaria apresentará o valor do piso dos benefícios, que será estabelecido de acordo com o que determina a portaria do presidente Jair Bolsonaro para o salário mínimo.

Confira abaixo o reajuste na sua receita

Benefício em 2020 Benefício em 2021
1.200 1.265,40
1.500 1.581.75
1.800 1.898,10
2.100 2,214,45
2.400 2.530.80
2.700 2.847,15
3.000 3.163,50
3.300 3.479.85
3,600 3.796,20
3.900 4.112.55
4.200 4.428,90
4.500 4.745,25
4.800 5.061,60
5.100 5.377,95
5.400 5.694,30
5.700 6.010.65
6.000 6.327,00
6,101,06 6,433,57
READ  Andrs Sanchez parabeniza Duilio e pede união ao falar sobre as eleições no Corinthians

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

N1 Sergipe