Marcinho, ex-Botafogo, demonstra depois de atropelado e morte no Rio

O lateral, convocado por Tite para a seleção brasileira, é suspeito de ser o piloto do carro

Agora um ex-jogador de Botafogo, já que seu contrato com o clube venceu em 31 de dezembro, o lateral-direito Marcinho é suspeito de envolvimento em casal atropelado, que resultou na morte de um homem, o professor Alexandre Silva de Lima.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e experimente o DAZN gratuitamente por um mês!

O acidente aconteceu na noite do dia 30 de dezembro, com o carro Mini Cooper, registrado em nome de uma empresa cujo sócio é o pai / empresário do atleta de 24 anos, atropelando o casal no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio de Janeiro. O motorista do veículo fugiu do local do acidente sem resgatar as vítimas. Segundo relatos do Esporte Interativo, o carro foi encontrado abandonado e com vidros quebrados.

Depois de investigar o veículo, apreendido no dia seguinte ao acidente, as autoridades aguardam que Marcinho deponha. A assessoria de imprensa do atleta, atualmente sem clube, divulgou nota sobre o caso em 1º de janeiro de 2021.

“A família do atleta está muito triste com o ocorrido e está dando todo o apoio necessário aos envolvidos. O pai da lateral, Sérgio de Oliveira, dará depoimento, assim como o atleta, nos próximos dias, exclusivamente às autoridades ”, diz o comunicado.

A polícia ainda investiga se Marcinho era o motorista do carro que atropelou o casal. Vítimas, Alexandre Silva de Lima será sepultado nesta sexta-feira (1º) no cemitério Jardim da Saudade, no Rio de Janeiro; Maria Cristina José Soares encontra-se hospitalizada em grave estado de saúde.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

N1 Sergipe