Muricy volta a São Paulo com moral de campeão, mas evita ‘dedo’ na tática de Diniz

Novo coordenador de futebol, ídolo tricolor não quer pressionar o trabalho de campo de Fernando Diniz e evitará falar em futebol jogado

Muricy Ramalho voltou a São Paulo para coordenar futebol na gestão do presidente Júlio Casares e fará um trabalho com contato direto com Fernando Diniz. Para evitar qualquer impressão de influência na tática em campo, porém, o ex-técnico tricolor não deve comentar o desempenho da equipe nesta reta final do brasileiro.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e experimente o DAZN gratuitamente por um mês!

Tricampeão brasileiro pelo clube do Morumbi na última década, entre 2006 e 2008, Muricy é um excelente lutador de estratégias defensivas e chegou a comentar algumas vezes como analista do SporTV que considerava a retaguarda paulista um pouco desorganizada. Não há, no entanto, nenhuma intenção de ele “colocar o dedo” nesta montagem.

A princípio, Muricy fará um trabalho de adaptação apenas no primeiro bimestre de 2021, acompanhando de perto o trabalho de transição com Raí, responsável pelo futebol até o final de fevereiro.

Presença constante em treinos e jogos, assim como Alexandre Bird, já demitido, o ex-meio-campista, bicampeão da Libertadores como jogador, vai finalizar o brasileiro na posição antes de passar esse comando ao dono do staff trabalhos”.

Houve algum receio na transição instituída pela atual diretoria para influenciar o mínimo possível nas obras realizadas no CT da Barra Funda. A troca mais significativa neste sentido, Muricy sabe que quanto mais “fechado” o elenco e a comissão técnica estiverem no momento, melhor será o resultado.

Aliás, Ramalho parte da ideia de cobrir eventuais reclamações por conta de obstáculos recentes, como a queda na semifinal da Copa do Brasil, contra Guilda, a derrota esmagadora por 4-2 contra o Red Bull Bragantino.

READ  13 países da América Central e do Sul adicionados à lista de quarentena obrigatória

Com 56 pontos conquistados até o momento, o Tricolor guarda uma distância de seis pontos pela segunda colocação e acredita que uma campanha positiva, principalmente dentro do Morumbi, onde ainda joga seis vezes, é o suficiente para garantir o título nacional. O próximo compromisso da equipe será o clássico contra Santos neste domingo (10), em casa, às 16h, horário de Brasília.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

N1 Sergipe