Reino Unido proíbe chegadas da América do Sul e do Panamá à cepa de vírus do Brasil –

A Grã-Bretanha irá proibir todas as chegadas da América do Sul, Panamá, Cabo Verde e Portugal a partir das 0400 GMT de sexta-feira, devido ao receio de importar uma nova variante do coronavírus no Brasil, disse o governo do Reino Unido na quinta-feira.

“Tomei uma decisão urgente … seguindo a evidência de uma nova variante no Brasil”, disse o secretário de transportes Grant Shapps no Twitter.

“Esta medida não se aplica a cidadãos britânicos e irlandeses e nacionais de países terceiros com direito de residência”, acrescentou.

Shapps disse que os passageiros que retornam desses destinos devem, no entanto, isolar-se por 10 dias junto com suas famílias.

Haverá uma isenção para transportadores que viajam de Portugal para autorizar o transporte de mercadorias essenciais.

O Departamento de Transportes disse que também estava impondo a proibição de voos diretos para a Inglaterra dos países-alvo, impactando os serviços da Argentina, Brasil, Cabo Verde e Portugal.

O embargo exclui carga e frete sem passageiros, mas nenhuma outra isenção – incluindo aquelas relacionadas ao emprego – se aplicaria, acrescentou.

Numerosas variantes do vírus foram identificadas desde o início da pandemia no ano passado, incluindo uma mais contagiosa que levou a um surto de infecções na Grã-Bretanha nos últimos meses.

No entanto, outra cepa, conhecida como E484K, detectada inicialmente na África do Sul e em variantes subsequentes no Brasil e no Japão, despertou maior alarme entre os pesquisadores sobre seu possível impacto na imunidade.

O governo do Reino Unido enfrentou críticas sobre a política de suas fronteiras durante a crise de saúde, permitindo inicialmente que as chegadas e partidas internacionais continuassem no ano passado, mesmo com o aumento das infecções.

Em seguida, introduziu requisitos para isolar-se se as pessoas estiveram em algum lugar que não esteja em uma lista de “corredores de viagem” atualizada regularmente.

READ  Onze inicial do Palmeiras: Seleção se reapresenta e se prepara para enfrentar o Bahia | Palmeiras

Mas a partir da próxima segunda-feira, os viajantes precisarão apresentar prova de um resultado negativo do teste do coronavírus para ter permissão para entrar na Inglaterra, ou enfrentar uma multa de £ 500 ($ 685, 564 euros) na chegada.

A mudança anunciada na semana passada foi programada para começar na sexta-feira, mas na quarta-feira o governo disse que estava atrasando sua imposição para dar aos viajantes mais tempo para se prepararem.

O porta-voz do primeiro-ministro Boris Johnson defendeu a demora, depois que ela gerou novas críticas por sua forma de lidar com a crise.

“Implementamos um período de carência no fim de semana … para que os passageiros tenham um pouco mais de tempo para garantir que eles possam ter acesso aos testes de que precisam para atender aos nossos requisitos”, disse ele aos repórteres.

“Continuaremos a tomar as medidas que considerarmos apropriadas.”

A Grã-Bretanha foi um dos países mais afetados pela pandemia na Europa, registrando quase 85.000 mortes e mais de 3,2 milhões de casos até o momento.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

N1 Sergipe