RJ anuncia três locais onde os testes em massa da Covid começam na quinta-feira | Rio de Janeiro

O Governo do Estado do Rio de Janeiro afirmou nesta terça-feira (01) quais serão as três primeiras vagas que receberão teste em massa a partir desta quinta (3).

Conforme mostrado por RJ2, o Pontos de coleta de exames Covid-19 estão:

  • Hospital Estadual Alberto Torres – São Gonçalo
  • Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Colubandê – São Gonçalo
  • Hospital Regional do Médio Paraíba Zilda Arns – Volta Redonda

O governador interino do Rio, Cláudio Castro (PSC), anunciou que a testagem em massa da população do Rio de Janeiro – anunciado semana passada – vai começa na próxima quinta (3).

Castro também disse que vacinas não serão compradas pelos estados, mas pelo Governo Federal para ser distribuído.

Cláudio Castro, governador interino do RJ, e Eduardo Paes, eleito prefeito, neste dia 1º de dezembro, no Palácio Guanabara – Foto: Reprodução / GloboNews

A afirmação foi feita ao lado do prefeito eleito do Rio, Eduardo paes (DEM), com quem almoçou nesta terça (1º). Ao final, os dois participaram de entrevista coletiva no Palácio Guanabara. Eles disseram que um dos principais tópicos abordados na reunião foi a pandemia Covid-19.

“O que Ministério da Saúdee conversamos foi que essa compra [da vacina] será feita pelo Ministério a qualquer momento e será distribuída entre os estados. Duvido sinceramente que os estados comprem a vacina. Essa vacina, assim que for aprovada pela Anvisa, todo o encaminhamento é para o Governo Federal, por meio do Plano Nacional de Imunizações, fazer essa compra e distribuí-la. E os estados, com o auxílio do município, vão tratar da questão da logística e aplicar na população ”, disse.

Ainda nesta terça-feira, a Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde afirmou que o plano de vacinação só deve estar pronto quando a vacina é registrada pela Anvisa.

Os detalhes do teste em massa, de acordo com o governo do estado, serão divulgados ainda nesta terça-feira. Na segunda-feira, o secretário estadual de Saúde, secretário estadual de Saúde, Carlos Alberto Chaves, disse que “outras unidades” para realização de exames ainda podem ser anunciadas.

Na coletiva de imprensa, Paes voltou a dizer que é contra o fechamento total da cidade. Nesta segunda-feira (30), ele descartou o bloqueio por considerar “medida extrema e desnecessária”.

“Vou repetir aqui o que venho dizendo há algum tempo. Defendo que implementemos medidas que possam ser cumpridas pela população. É óbvio que se pode chegar ao extremo do extremo do extremo, mas não parece para mim nas atuais circunstâncias que o bloqueio seja a medida mais adequada. A gente tem a ver com as medidas sejam cumpridas, a impressão que tenho é que não estão sendo cumpridas ”.

Antes, o governo do Rio de Janeiro decidiu cancelar cirurgias eletivas para liberar Covid-19 camas.

O estado enfrenta aumento na média móvel de casos e óbitos. Na capital, há lista de espera por leito de UTI.

READ  A vida de Boelens como missionário serviu ao Sul e ao mundo - The Vicksburg Post

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

N1 Sergipe