Últimas

N1-Sergipe | O seu Blog de Notícias de Sergipe , Fest Cabra de Porto da Folha reúne melhores animais da região Alto Sertão de SE , noticias , sergipe ,

Fest Cabra de Porto da Folha reúne melhores animais da região Alto Sertão de SE

5 de dezembro de 2018

A caprinocultura é considerada importante atividade econômica para a região. Segundo dados da Emdagro, o rebanho de caprinos e ovinos em Sergipe tem crescido em quantidade e qualidade


Assessor da Seagri, Franuel Fagner (Foto: Ascom/Seagr)
Produtores de caprinos que participam da 2ª Festa da Cabra Leiteira do município Porto da Folha em Sergipe destacam a importância do setor para a região. O evento promovido pela Associação dos Produtores e Criadores de Caprinos de Porto da Folha (APCC), entre os dias 29 de novembro a 02 de dezembro, movimentou o Parque das Cabras localizado na sede do município. Na programação bem diversificada constam cursos, torneio leiteiro de caprinos, exposição de animais e atividades recreativas. A festa reúne os melhores animais da região do Alto Sertão e tem o objetivo de estimular a cadeia produtiva da caprinocultura.

O caprinocultor Valtenis da Silva Gonçalves fala das oportunidades deste setor produtivo. “A criação de cabras é mais uma renda para quem vive no interior onde maior parte dos meses sem chuva. É um tipo de animal que não sofre tanto no tempo de seca. A gente recebe muitos pedidos tanto da carne e também do leite”.

“A maioria aqui são pequenos produtores, mas com animais muito bons”, diz outro produtor, Jonathan Cardoso, de 19 anos. Ele conta que ajuda o tio na criação dos animais e demonstra maturidade quando fala de quantidade e qualidade do rebanho. “Não adianta a gente ter muitos animais e não ter comida pra dar aos bichos. Eu e meu tio temos quatro fêmeas e um reprodutor. É melhor ter poucos animais, mas com raça de boa qualidade”, completa Jonathan.
Jonathan Cardoso (Foto: Ascom/Seagr)

O evento conta com o apoio do Governo do Estado de Sergipe por meio da Secretaria de Estado da Agricultura e da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário (Emdagro). A secretária da Agricultura, Rose Rodrigues, confirma que esta atividade produtiva é uma alternativa importante para o semiárido. “Essa é mais uma ação que apoiamos na cadeia produtiva dos caprinos e a ovino porque entendemos como alternativa para convivência da mulher e do homem do campo com a seca. Além disso, com a crise civilizatória que presenciamos nas cidades com a falta de emprego, é uma forma de assegurar uma atividade produtiva para os jovens do campo”, argumentou Rose.

A secretária explicou que um evento como esse não se realiza sem o apoio da Emdagro que faz toda assistência técnica aos animais e atesta as condições sanitárias e de saúde animal. Ressaltou também a participação do governo por meio do Projeto Dom Távora que disponibilizou o consultor em ovinocaprinocultura, Reginaldo de Souza Guedes Filho, para capacitação dos produtores, e a assessoria de Franuel Fagner de Manoel de Rosinha para colaborar na organização.

“Vejo essa atividade em Porto da Folha como um complemento do intercâmbio que a Secretaria da Agricultura de Sergipe promoveu com os estado de Pernambuco e Paraíba. Levamos um grupo de produtores apoiados pelo Projeto Dom Távora para conhecer a experiência do Centro de Excelência em Derivados de Carne e Leite de Sertânia, em Pernambuco, e do Condomínio Agroindustrial de Amparo na Paraíba. Muitos dos que estão aqui participaram do intercâmbio e estão aplicando conhecimentos em termos de administração do negócio e aproveitamento da carne e do leite”, disse o assessor da Seagri Franuel.

O rebanho sergipano

Segundo dados da Emdagro o rebanho de caprinos e ovinos em Sergipe tem crescido em quantidade e qualidade. Consta que Sergipe tem um rebanho com uma boa genética de caprinos e ovinos, que não deixa a deseja em relação a outros estados do Brasil. A estimativa é de um rebanho de 150 mil ovinos e 70 mil caprinos em todo o estado, com maior quantidade de animais no alto sertão sergipano.
Fonte: ANS