Após polêmicas com censura à imprensa, Senado ‘ressuscita’ CPI da Lava Toga

Após polêmicas com censura à imprensa, Senado ‘ressuscita’ CPI da Lava Toga

A criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Tribunais Superiores, conhecida como 'Lava Toga', será analisada pelo Plenário do Senado Federal. A decisão foi tomada pelo presidente da Casa, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), após reunião com lideranças partidárias. Os senadores cobram uma reação às atitudes tomadas nesta semana pelos ministros da Corte Alexandre de Moraes e Dias Toffoli.
Alexandre Vieira (Roque de Sá/Agência Senado)
O pedido de criação da CPI feito pelo o Senador Alexandro Vieira (PPS-SE), foi rejeitado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), e seria arquivado, uma vez que não houve apresentação de recurso dentro do prazo que estabelece o regimento. Porém, diante dos fatos desta semana, Davi Alcolumbre colocou a decisão sobre a CPI nas mãos do Plenário.
“A presidência assumiu o compromisso político de submeter a matéria ao Plenário. Neste sentido, a despeito do que prevê o regimento interno, esta presidência considerará como se houvesse sido apresentado recurso contra a decisão da CCJ, de forma que a matéria será oportunamente pautada para deliberação", afirmou
Nesta semana, em entrevista ao podcast “Ilha de Vera Cruz”, o senador Jorge Kajuru (PSB-GO) afirmou que ainda nutria esperanças de que a CPI fosse implementada. A entrevista com o senador pode ser acessada no Spotify. Basta digitar o nome ‘Ilha de Vera Cruz’ na aba de busca do aplicativo.

Iklan Atas Artikel

Iklan Tengah Artikel 1

Iklan Tengah Artikel 2

Iklan Bawah Artikel