Últimas

Dom Távora: Sergipanos participam de Encontro de Jovens Rurais no Piauí

7 de abril de 2019

O governo de Sergipe, por meio do Projeto Dom Távora, enviou uma delegação com 35 sergipanos para participar do II Encontro de Jovens Rurais do Semiárido Brasileiro, que acontece entre 05 e 08 de abril, em Picos (Piauí), com o tema “Os novos Desafios da Sucessão Rural para a Juventude do Semiárido Brasileiro”. O evento é uma iniciativa do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) para estimular e promover ações de fortalecimento da juventude rural. Em Sergipe, o FIDA apoia a implementação e desenvolvimento de negócios rurais para agricultoras e agricultores familiares, em parceria com o governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri).

Segundo o coordenador de Desenvolvimento de Capacidades do Projeto Dom Távora, Manoel Messias de Menezes, que acompanha a delegação, o encontro de jovens rurais do Piauí deve reunir cerca de 400 jovens e fomentar as pautas das juventudes do campo, realizando um intercâmbio plural. A ideia é proporcionar o acesso às novas estratégias de convivência e permanência no semiárido brasileiro, ampliando a participação juvenil no processo de construção e monitoramento das políticas públicas.

Messias destacou, ainda, que a participação dos jovens sergipanos vai além do papel de ouvintes nas oficinas e palestras. “Eles estão levando os produtos artesanais produzidos por suas comunidades para uma exposição, apresentarão relatos das experiências e manifestações culturais de várias regiões de Sergipe. Vamos fazer uma exposição do artesanato resultante do trabalho desses jovens, como por exemplo o da comunidade Nova Brasília, em Tobias Barreto; do Povoado Gavião, em Graccho Cardoso; da comunidade Passagem, em Neópolis; e do assentamento José Félix, em Aquidabã. São 25 jovens de nosso estado que participam em grande estilo”, garantiu o represente do Projeto Dom Távora.
Foto: ASN

Além desses municípios, compõem a delegação, jovens de Simão Dias, Graccho Cardoso, Ilha das Flores, Poço Verde, Canhoba, Pacatuba, Carira, Nossa Senhora Aparecida e Brejo Grande; além de três técnicos da Seagri e do Projeto Dom Távora; e sete jovens indicados pelo departamento de Juventude da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc). Também integram a delegação, representantes de movimentos de trabalhadores rurais que se relacionam com as atividades comunitárias, como a Pastoral da Juventude Rural, a Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura (Fetase), o Movimento dos Trabalhadores Rurais (MST) e o Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA).

Um dos pontos altos do encontro é a palestra ministrada por Leonardo Boff, que discorrerá sobre o tema central do encontro: “Os novos desafios da sucessão rural para a juventude do semiárido brasileiro”. Até domingo, 7 de abril, o encontro abordará seis eixos temáticos, que visam favorecer o diálogo entre a juventude trabalhadora, os jovens sem ocupação e a sociedade civil organizada. 

Entre eles, economia solidária e desenvolvimento sustentável: alternativas de trabalho para a juventude rural; conservação e convivência com meio ambiente na perspectiva agroecológica no semiárido; o movimento cultural e as novas tecnologias: educomunicação contextualizada; Plano Nacional de Juventude e sucessão rural: os novos rumos da política pública de Juventude do Campo; relações de gênero e diversidade sexual; e povos e comunidades tradicionais.
Fonte: ASN