Ministra Damares Alves recebe Cidadanias Sergipana e Aracajuana

Ministra Damares Alves recebe Cidadanias Sergipana e Aracajuana

Em uma sessão especial bastante movimentada, em meio a aplausos de simpatizantes e protestos de manifestantes, na manhã dessa quinta-feira (2), a Assembleia Legislativa condecorou a ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Regina Alves, com o Título de Cidadã Sergipana, atendendo a uma indicação do ex-deputado estadual Pastor Antônio dos Santos (PSC). Logo após a entrega da honraria pela Alese, a Câmara Municipal de Aracaju (CMA), em uma indicação do vereador Carlito Alves (PRB), também entregou à ministra o Título de Cidadã Aracajuana.
Foto: Jadílson Simões
Antes da entrega das honrarias, o deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB) fez o lançamento oficial da Frente Parlamentar em Defesa da Vida e da Família. Como presidente, o parlamentar rebateu os gritos dos críticos presentes dizendo que “por todas as vidas, em defesa da família, estamos lançando a Frente Parlamentar. O Brasil vive uma epidemia de aborto, de feminicídios, suicídios, pedofilia, dentre outras coisas. Com essa Frente agora instalada, Sergipe será referência para o País na defesa da vida, independente de lado político”.
Carlito Alves
Ministra e os vereadores (Foto: Jadílson Simões)
Lançada a Frente Parlamentar e falando em defesa da Câmara Municipal de Aracaju, o vereador Pastor Carlito Alves também minimizou os protestos das galerias e, impulsionado pelos aplausos dos simpatizantes, disse que “pessoas mal educadas não vão tirar o brilho desta homenagem! A senhora iniciou uma trajetória de luta nas ruas de Aracaju e nunca negou este legado. Isso é motivo de honra para nós, sergipanos e aracajuanos. Quem é família, respeita e ama”, disse, anunciando que na Câmara Municipal também vai lançar a Frente Parlamentar em Defesa da Vida e da Família.
 Samuel Carvalho
Falando pela Assembleia Legislativa, o deputado estadual Samuel Carvalho disse que falaria “com o coração” e que a ministra “foi enviada por Deus para assumir o Ministério”. “Uma pessoa de espírito tão nobre, de uma grandeza que espalha seu legado por onde anda. Esta solenidade de hoje é um projeto de Antônio dos Santos faz Sergipe agora ter uma filha ilustre. Que não nasceu aqui, mas mudou para o Nordeste morando no nosso Estado”.
Deputado estadual Samuel Carvalho   (Foto: Jadílson Simões)
Samuel Carvalho pontuou que a ministra, ao longo de sua história, como educadora, transformou seu apartamento em lar temporário para as crianças; para entender os problemas, dormiu nas ruas de Aracaju. “Faz a defesa das mulheres pescadoras, defende os trabalhadores do campo, tem uma luta pelo direito da vida e em defesa dos direitos da infância, além de combater o aborto. Recentemente esteve em Sergipe entregando kits para os Conselhos Tutelares, gosta de comer jaca e amendoim cozido e de dizer que é sergipana. Obrigado”.
Por fim, Samuel Carvalho enfatizou que se sentia orgulhoso em ter Damares Alves como Cidadã Sergipana que, segundo ele, tem uma história de vida que se confunde com a de muitas mulheres do nosso Estado. “Somos intransigentes defensores da família, da fé cristã. Nossos valores são inegociáveis! Esta homenagem representa um símbolo de respeito a luta contra as desigualdades. Sinto orgulho em vê-la nos representando no Ministério. Sua voz tentaram calar, seu grito está preso na garganta com essa tentativa de lhe isolar no mundo midiático, mas isso prova o quanto a senhora é forte. É o Brasil acima de tudo e Deus acima de todos”.
Damares Alves
Antes de se manifestar, a ministra Damares Alves, na companhia do representante da FUNAI (Fundação Nacional do Índio), recebeu e fez a entrega de dois veículos para a comunidade indígena Xokó, que vive nas aldeias Ilha de São Pedro e Caiçara, situadas no município de Porto da Folha, que ao longo dos séculos foram discriminadas por sua cultura.
Entrega de veículos aos indígenas(Foto: Jadílson Simões)
Ao fazer uso da palavra, na tribuna da Alese, a ministra não escondeu a satisfação pelas honrarias que recebeu e disse que “agora sou sergipana e aracajuana de fato e de direito! Nada vai tirar minha alegria neste dia tão especial. Quero dizer que onde eu for, vou representar este Estado com muito orgulho e dignidade. Estamos construindo uma nova nação. Quero agradecer ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) por idealizar e me nomear no primeiro Ministério das Mulheres”.
Em seguida, a ministra agradeceu aos simpatizantes que lhe aplaudiam, além dos deputados estaduais e vereadores de Aracaju que aprovaram os títulos de Cidadania. Ela também minimizou os protestos dos manifestantes dizendo que “isso faz parte da beleza da democracia, os lados opostos. A alternância dos poderes faz parte da democracia. Aceitem que dói menos! Estamos em Brasília (DF) buscando o resgate de valores que estavam perdidos, promovendo a defesa da vida e da família. Agradeço a todos, eu vou voltar a morar neste Estado e que Deus abençoe esta Nação”.
Fonte: Rede Alese

Iklan Atas Artikel

Iklan Tengah Artikel 1

Iklan Tengah Artikel 2

Iklan Bawah Artikel