Laranjeiras: Vereadores cobram Plano de Cargos e Salários dos servidores e denunciam cobrança indevida de IPTU

Laranjeiras: Vereadores cobram Plano de Cargos e Salários dos servidores e denunciam cobrança indevida de IPTU


Os vereadores de Laranjeiras cobraram na sessão desta terça-feira, (13), mais agilidade da equipe da Prefeitura na elaboração do Projeto de Lei que cria o Plano de Cargos e Salários dos servidores públicos municipais, que se arrasta desde o ano passado. Os representantes do legislativo prometeram agilidade na tramitação e votação do PL assim que chegar à Câmara.

“Os vereadores que compõem a base do prefeito precisam cobrar o Projeto de Lei que cria o Plano de Cargos e Salários dos servidores. De igual modo os servidores devem procurar os seus respectivos sindicatos para que estas entidades de classe possam contribuir na elaboração deste PL conforme a necessidade de cada categoria”, disse o vereador José Carlos Sizino Franco (JJ).

Os vereadores Jânio Dias e Brasilina Borges também se manifestaram a respeito do Plano de Cargos e Salários dos servidores municipais. “É muito importante que os sindicatos participem da criação do plano. Esta casa está de braços abertos, basta que o Executivo envie o PL para apreciação e votação”, disse Jânio.

A Vereadora Brasilina disse que é justa a criação do plano e o servidor precisa ser valorizado. “A criação do plano de cargos e salários permite que o servidor seja valorizado, já que até hoje, os trabalhadores começam a carreira com um salário mínimo e encerram com este mesmo patamar. Portanto, isso precisa ser corrigido”, ressaltou Brasilina.

Irregularidades na cobrança do IPTU

O vereador José Carlos JJ denunciou também nesta mesma sessão, a cobrança indevida do IPTU nas residências do Centro Histórico. “O prefeito Paulão da Varzinhas não pode cobrar o IPTU das residências do Centro Histórico as quais são tombadas pelo IPHAN e, portanto, isentas deste pagamento. Isso é imoral e ilegal. Diversas leis, inclusive, a Lei Orgânica Municipal proíbem esta cobrança, mas, mesmo assim, a Prefeitura continua emitindo os boletos. Não podemos ficar calados e nem pagar esses boletos. Qual será a intenção da Prefeitura?”, indagou o vereador.

José Carlos JJ frisou também em seu discurso a greve dos trabalhadores do Hospital São João de Deus. “Mais uma vez os trabalhadores do Hospital estão em greve e a culpa não é deles não. A Prefeitura não vem fazendo os repasses mensais à Associação. Com isso, a dívida está se acumulando e já chega a R$ 800 mil. Contudo, os trabalhadores também estão sem receber os seus salários. É preciso dar um basta nessa situação”, destacou JJ. (Foto: Ascom / CML)

TDantas Comunicação/ASCOM CML.

Iklan Atas Artikel

Iklan Tengah Artikel 1

Iklan Tengah Artikel 2

Iklan Bawah Artikel