Governo de Sergipe divulga Nota Técnica com orientações sobre o Novo Coronavírus

Governo de Sergipe divulga Nota Técnica com orientações sobre o Novo Coronavírus




O governo do Estado de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), divulgou nesta terça-feira (04), Nota Técnica desenvolvida em conjunto com o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) e Laboratório Central de Saúde Publica (Lacen/SE), que orienta os estabelecimentos de saúde municipais e estaduais e profissionais de saúde sobre definições de casos, notificação, medidas de prevenção e controle, coleta e envio de Amostras para investigação laboratorial dos casos suspeitos referentes ao Novo Coronavírus (2019- nC0V).
Os Coronavírus, informa a Nota Técnica, são uma grande família viral responsável por doenças respiratórias que vão de leves a moderadas, no entanto, alguns desses vírus podem causar doenças graves com impacto importante em termos de saúde pública, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), identificadas em 2002 e 2012, respectivamente.
Em 2019, a Organização Mundial de Saúde (OMS) foi alertada sobre vários casos de pneumonia na cidade de Wuhan, província de Hubei, na China e durante a pesquisa sobre o agente causador, foi constatado um novo sequenciamento do genoma do Coronavírus que foi denominado, temporariamente, de "2019-nCoV”.
De acordo com a diretora de Vigilância em Saúde, Mércia Feitosa, a Nota Técnica é um dos instrumentos que a Secretaria elaborou para ser repassada a toda Rede de Atenção à Saúde do estado de Sergipe. “Na nota estão as orientações necessárias para definição de casos suspeitos, bem como a condução diante do caso, orientações sobre a coleta das amostras e envio para o LACEN, e estamos finalizando o Plano de Contingência para resposta às emergências em Saúde Pública para Infecção Humana pelo Novo Coronavirus”, disse.
O documento informa, ainda, que a Infecção Humana pelo Novo Coronavírus (2019-nCoV), o espectro clínico, não está descrito completamente, bem como não se sabe o padrão de letalidade, mortalidade, infectividade e transmissibilidade. Não há vacina ou medicamento específico disponível. O tratamento é de suporte e inespecífico.
Atualmente, acredita-se que os sintomas do novo coronavírus (2019-nCoV) podem aparecer em apenas 2 dias ou 14 após a exposição e a transmissibilidade dos pacientes infectados por SARSCoV é em média de 7 dias após o início dos sintomas. Porém, dados preliminares do Novo Coronavírus (2019- nCoV) sugerem que a transmissão possa ocorrer mesmo sem o aparecimento de sinais e sintomas.
Até o momento, não há informação suficiente de quantos dias anteriores ao início dos sinais e sintomas uma pessoa infectada passa a transmitir o vírus.
Fonte: ASN

Iklan Atas Artikel

Iklan Tengah Artikel 1

Iklan Tengah Artikel 2

Iklan Bawah Artikel